A visão de um fã sobre a novel brasileira O Herdeiro do Mundo

A visão de um fã sobre a novel brasileira O Herdeiro do Mundo

Essa recomendação é feita por um leitor. Qualquer um que ler este post sobre a novel brasileira O Herdeiro do Mundo desejará começar ou recomeçar essa grande obra!

Em O Herdeiro do Mundo, encontramos algumas coisas bastante similares à outras novels chinesas, como um MC sem futuro, aleijado, odiado por tudo e por todos, inclusive pelos seus próprios familiares. Até que, aos 10 anos, Rael é assassinado pelo seu próprio clã, a mandado de seus pais.

No momento de sua morte, Rael foi encontrado por um deus, que o reconhece como um ser especial e o leva a uma violadora – mulheres incrivelmente belas e poderosas que são despertadas por um beijo – fazendo-a se tornar mestra e a primeira paixão de nosso MC.

Rael jurou vingança para com o seu clã e treina incansavelmente por cinco anos com sua mestra. Recebendo um novo poder oculto, além do que ele já possuía adormecido, junto com técnicas de cultivo próprias e conhecimentos únicos para enriquecer suas habilidades.

O poder da história

Após esses cinco anos, é que a história realmente começa, as diferenciando de todas as demais. Rael, nosso MC agora com 15 anos, possuidor de uma beleza muito acima da média e uma ingenuidade única para alguém de sua idade, parte em busca de conhecer o mundo e obter mais poder para realizar a sua vingança.

Acaba se deparando em diversas situações inusitadas durante a sua jornada. Se encontrando e atraindo diversas mulheres, as enlouquecendo por fazer atos bobos e falar besteiras sem sentido. Devido a sua inocência romântica, isso torna as situações extremamente engraçadas.

Por Rael ser um ser único e compatível a todos os demais, ele se depara com seres incomuns e bastante poderosos de diversas raças especiais, fazendo o MC ter um tipo de harém bastante diversificado, como por exemplo uma espécie de besta celestial que muda a sua forma para a humana apenas para encontrá-lo e procriar com o mesmo a fim de perpetuar sua espécie, logo no início da obra. Após esse fato, seu harém cresce de uma maneira acelerada e não forçada, o que torna a situação ainda mais hilária devido ao nosso MC não querer filhos de maneira nenhuma e todas quererem engravidar do rapaz.

Novel 18+

Nessa novel 18+ encontramos de inúmeros fatores agradáveis: Personagens muito bem desenvolvidos e em constante evolução, cenas de sexo e de ação muito bem elaboradas, situações engraçadas, inúmeros plot twists, um universo enorme e ainda em expansão. E o mais importante, o autor não deixa uma ponta solta sequer. Isso faz a obra inteira não perder nem mesmo um pouco do rumo.

As vezes algo do início da obra faz real sentido bem mais adiante, após vários acontecimentos. Outro ponto interessante é que a novel, mesmo após seus mais de 150 capítulos, é bastante objetiva. Até o momento todos os acontecimentos vêm ocorrendo em cadeia. De forma que haja nem mesmo uma única cena “filler” durante toda a trajetória do protagonista.

Algo que também vale muito a pena destacar é que todos os nomes de personagens são, digamos, ocidentais. Muitos leitores podem inicialmente estranhar a falta de nomes orientais em HDM como existe em todas as outras novels – até mesmo nas novels brasileiras. Essa diferença facilita bastante na hora de memorizar o personagem, como suas características e personalidades. Consequentemente traz à tona toda a relação com o enredo passado do mesmo e o que virá a seguir. Facilitando na “junção de peças” de toda a história.

***

Continue sua jornada sobre O Herdeiro do Mundo aqui no Palácio do Dao!

Profissional de Marketing, viciada em séries e uma nova leitora da novel Against the Gods.