Conheça a light novel japonesa Little Princess in Fairy Forest

Little Princess in Fairy Forest

A novel japonesa Little Princess in Fairy Forest ou como apelidada no brasil, Princesinha na Floresta Feérica (PFF), é uma Light Novel do escritor japonês Tsubaki Tokino.

Princesinha na Floresta Feéria é, de fato, um conto de fadas cheios de elementos fantásticos e fascinantes misturados em um cenário encantado. Mesmo a Princesa Lala Lilia não sendo a típica princesinha necessitada de todo e qualquer socorro, igual às da Disney.

Ela pode ser jovem, com seus míseros sete anos, mas demonstra muita coragem em toda a obra, nunca tendo medo de expressar suas opiniões. Ela tem uma personalidade forte! No início da história, a Lala caiu sobre os cuidados do Cavaleiro Gideon, e nenhum dos dois ficou satisfeito ou feliz com a ideia. Ela nunca gostou muito dele, já que ele era bastante reservado e nunca ficava feliz, até por não saber o que deveria fazer para cuidar de uma princesa tão mocinha.

Apesar da cautela de ambos os personagens, só tiveram que passar por tantos problemas por ela ser a última da linhagem, e Gideon também acabou por ser o último cavaleiro real que poderia protegê-la. A princípio, a relutância dele sobre cuidar dela foi bem desprezível, mas acabou que isso logo mudou, demonstrando um desenvolvimento não só da personalidade dele, como também da princesa. Sendo um cavaleiro, Gideon deveria caçar dragões, não se aliar a eles, mas ele se dispõe a qualquer coisa se for “Pela Princesa”.

A primeira metade da história foi desenvolvida expondo muito bem quem era mocinho ou vilão. Os vilões são apenas isso, vilões, mas não de uma maneira que inspira sentimentos de ódio, é só que aocntecem alguns atos terríveis e desprezíveis, nada de demais, coisa normal. O mistério pelos quais estão envolvidos também é interessante.

Enfim, quem pode dizer que uma novel que conta com um dragão ão é legal? No geral, Princeisnha na Floresta Feérica é, sim, um conto de fadas clássico com todos os elementos para fazê-lo memorável, e do começo ao fim isso é comprovado. Esta é uma ótima dica de leitura para o final de semana.

Acadêmico, leitor voraz, desbravador das vias gourmet do mundo, ~escravo~ estagiário e tradutor nas horas vagas; sim, elas existem.