Lenda chinesa: Os nove filhos do Dragão

Os Nove Filhos do Dragão - Palácio Do Dao

De acordo com as lendas chinesas, do folclore popular, o Dragão têm nove filhos e cada um deles possui suas próprias características. Eles são muito comuns nas pinturas e esculturas chinesas.

Há várias versões para essa história e os nomes podem mudar um pouco. Mas de modo geral, o que encontrei com mais frequência foram os listados abaixo:

Bixi ou Baxia

É o filho mais velho. Ele se assemelha a uma tartaruga e adora carregar pesados objetos nas costas. Muitos placas de pedra da antiga China estão dispostas em parques e jardins sobre as costas de uma tartaruga (muito comum nos parques e jardins). Ele é o símbolo da longevidade.

Chiwen

O segundo filho, um animal estranho com uma grande boca e um corpo curto. Acreditam que ele é capaz de extinguir o fogo, por conta disso é muito usado em entradas de palácios e um dos mais ‘queridos’ para os cumes de telhados.

Pulao

O terceiro filho é o mais parecido com um dragão. Dizem que ele gosta de uivar, por isso é comumente usado no topo dos sinos e dão aos sinos um som mais ressonante.

Bi’an ou Xianzhang

O quarto filho lembra um tigre. Ele é justo e capaz de diferenciar o certo do errado. Sua imagem é muito usada par decorar portas de prisões (!) e de salas de audiência.

Taotie

O quinto filho, é tido como um comilão… e sua imagem usada para decorar utensílios de comida e bebida. Os antigos acreditam que usar essa imagem nas travessas de comida e jarros de vinho, adverte contra a ganância ( e a gula!).

Gongfu

O sexto filho adora água e sua imagem é usada para decorar pontes e fontes.

Yazi

O sétimo filho é um guerreiro. Sua imagem era usada para decorar armas e escudos com o objetivo de intimidar os inimigos.

Suanni ou Jinni

O oitavo filho lembra um leão. Ele gosta de incenso e de fumo e é usado para decorar porta incensos e santuários budistas.

Jiaotu ou Pushou

O nono filho gosta da solidão. Sua imagem é usada para decorar portas, sendo usado como ‘batedor’ (que eu adoro… são um charme a parte). O objetivo é ter certeza que as portas estão bem fechadas, representando a tranquilidade para o Buda.

Bônus

Outros dois que encontrei em vários textos são:

Qiuniu

Ama música e é usado para decorar os instrumentos musicais.

Xifu

É o representante da literatura e beleza, por isso muito usado para decorar as placas pedras com poemas e histórias (como o primeiro filho descrito acima, que lembra a tartaruga. Talvez possa ser uma variação de nome.

***

Tem alguma informação complementar? Escreva nos comentários e assim que possível iremos atualizar o artigo. Se conhecer outras curiosidades interessantes, deixe nos comentários.

Fonte: China na minha vida

Profissional de Marketing, Editor da novel Against the Gods na Novel Mania e apaixonado pelo gênero Xianxia e por boa parte das novels chinesas.