Hyoku, a lenda de origem chinesa do pássaro de uma só asa

Hyoku - Palácio do Dao-min

Hyoku era um pássaro mítico, junção do masculino e feminino, símbolo do amor e fidelidade, uma espécie muito especial no Japão antigo.

Segundo uma lenda milenar, Hyoku era um pássaro que nascia com apenas uma asa, precisando de uma outra que o completasse. Os antigos guardavam sua história como uma verdadeira lição para os homens de qualquer época.

A lenda de Hyoku

De acordo com a lenda, de origem chinesa, desde o instante de seu nascimento, o pássaro buscava encontrar sua outra metade para unir-se a ela, completando-se. Tanto empenho para conseguir a maior realização de um pássaro: voar. Pois, acreditava que enquanto não encontrasse a sua outra metade, não seria efetivamente um pássaro, apenas meio.

A antiga lenda passa a poética mensagem de que um ser só torna-se completo ao encontrar a outra metade que o realize. O que o tornou o símbolo da perseverança na mitologia, o amor perfeito para os casais apaixonados.

Hyoku em animação

A animação, inspirada na antiga lenda, mostra um jovem ser que nasceu com apenas uma asa, sendo rejeitado por outros que o agrediam por ser diferente. Ele tenta encontrar soluções para levantar voo, e descobre do jeito mais romântico, que precisa é de alguém que seja igual a ele, completando-o.

O curta-metragem foi dirigido por Asger Grevil, Mette V. Madsen, Jonas Kirkegaard e Michael Bech.

***

Aproveitem o conhecimento para complementarem suas histórias atuais ou criações futuras.

Profissional de Marketing, viciada em séries e uma nova leitora da novel Against the Gods.