Tudo sobre o animal mítico Qillin, o Unicórnio Chinês

Qilin - Unicórnio Chinês - Palácio do Dao-min

qilin ou unicórnio chinês é um animal mítico que simboliza boa sorte e prosperidade.

De acordo com a tradição na China, Coreia e Japão, um qilin pareceria sinalizar o nascimento ou a morte de um governante particularmente benevolente ou estudioso sábio. Por causa de sua associação com boa sorte e sua natureza pacífica e vegetariana, o qilin é às vezes chamado de “unicórnio chinês” no mundo ocidental, mas não se parece particularmente com um cavalo com chifres.

De fato, o qilin foi descrito de várias maneiras diferentes ao longo dos séculos. Algumas descrições afirmam que ele tem um único chifre no meio de sua testa – daí a comparação dos unicórnios. No entanto, também pode ter a cabeça de um dragão, o corpo de um tigre ou um cervo e a cauda de um boi. O qilin é às vezes coberto de escamas como um peixe; outras vezes, tem chamas por todo o corpo. Em alguns contos, também pode soltar chamas de sua boca para incinerar pessoas más.

O qilin é geralmente uma criatura pacífica, no entanto. Na verdade, quando anda, anda tão devagar que nem sequer desce a grama. Também pode atravessar a superfície da água.

História do Qilin

O qilin apareceu pela primeira vez no registro histórico com o Zuo Zhuan, ou “Chronicle of Zuo”, que descreve eventos na China de 722 a 468 a.c. De acordo com esses registros, o primeiro sistema de escrita chinês foi transcrito por volta de 3000 a.c a partir das marcas nas costas de um qilin.

Na verdade, eles eram girafas da costa da Somália; o grande almirante Zheng He os trouxe de volta a Pequim depois de sua quarta viagem (1413-14). As girafas foram imediatamente proclamadas como qilin. O Imperador Yongle estava naturalmente extremamente satisfeito por ter o símbolo da liderança sábia aparecer durante o seu reinado, cortesia da Frota do Tesouro.

Embora representações tradicionais do qilin tenham um pescoço muito mais curto do que o de qualquer girafa, a associação entre os dois animais permanece forte até hoje. Tanto na Coreia quanto no Japão, o termo para “girafa” é kirin ou qilin.

No leste da Ásia, o qilin é um dos quatro animais nobres, junto com o dragão, a fênix e a tartaruga. Diz-se que os qilin individuais vivem por 2000 anos e podem levar os bebês a pais que merecem muito à maneira das cegonhas na Europa.

***

Aproveitem o conhecimento para complementarem suas histórias atuais ou criações futuras.

Profissional de Marketing, viciada em séries e uma nova leitora da novel Against the Gods.