Os Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods

Os Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods

Relembre, ou conheça, os tesouros mais supremos do universo de Against the Gods, e cada um com suas próprias características únicas. Cuidado, você pode receber alguns spoilers….

Os Sete Profundos Tesouros Celestiais

  1. Espada Ancestral Punidora dos Céus
  2. Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno
  3. Selo Primordial de Vida e Morte
  4. Pérola do Céu Eterno
  5. Pérola de Veneno do Céu
  6. Agulha Mundana
  7. Espelho de Samsara

Espada Ancestral Punidora dos Céus

Esta espada está em primeiro na lista dos Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods. Ela foi criada no início do “Hongmeng” com a energia mais básica e primordial do universo. É também a primeira espada criada e pode ser considerada a ancestral de todas as espadas e armas.

No capítulo 193, o Dragão Azure Primordial falou que: “Mesmo se ela cair nas mãos de um mortal, aquele mortal ainda seria capaz de matar facilmente Deuses Verdadeiros e punir os Céus!”

Depois da guerra entre o Raça dos Diabos e a Raça dos Deuses que levou à sua extinção, a localização da espada é desconhecida.

O seu primeiro proprietário, também o único proprietário registrado na história, foi o líder dos três grandes deuses da criação. Quando sua vida chegou ao fim, a espada desapareceu com ele. Até setecentos mil anos mais tarde, quando a espada reapareceu novamente no centro do universo.

Depois que a espada reapareceu causou uma guerra entre a Raça de Deuses e a Raça dos Diabos. Esta guerra acabou por levar a extinção de ambas as raças porque a Raça dos Diabos, sendo pressionada, usou a Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno.

Em algum lugar ao longo de sua longa história, a filha do Dragão Azure Primordial foi selada dentro da própria espada.

Com isso, Yun Che foi solicitado pelo Dragão Azure Primordial para localizar esta espada porque a alma e o corpo de sua filha estão selados dentro dela.

Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno

O Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno é o segundo dos Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods, sendo originalmente propriedade da Raça dos Diabos. Apesar de estar em segundo lugar nos tesouros celestiais, em termos de capacidade destrutiva, este tesouro é ainda mais aterrorizante do que o Espada Ancestral Punidora dos Céus. O Infante Maligno surgiu no lugar mais escuro do universo onde a energia yin é a mais forte.

Quando o Ciclo das Miríades Tribulações é ativado, a voz de um bebê chorando ecoa e se espalha para todos os cantos do universo, juntamente com extrema escuridão. A sombra e o sopro da morte envolvem cada local do universo.

Depois que o Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno causou a extinção das raças primordiais, seu paradeiro permanecia desconhecido.

Qual a capacidade deste tesouro? VENENO!

Na guerra entre a raça dos deuses e a raça dos diabos pela Espada Ancestral Punidora dos Céus, a raça dos diabos que era proprietária do Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno, sendo encurralada pela raça dos deuses foi forçada a usar o Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno, que após o primeiro ataque, ambos os diabos e deuses levados à beira da extinção.

Mas quando pensaram que o ataque estava sobre controle o Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno lançou sua segunda onda do ataque em forma do veneno. Este veneno acabou com a raça dos Diabos e dos Deuses.

O Deus Maligno também foi envenenado pelo Ciclo das Miríades Tribulações do Infante Maligno, então ele decidiu deixar para trás sua herança.

Detalhe, atualmente este tesouro pertence a Jasmine!

Selo Primordial de Vida e Morte

É classificado em terceiro lugar dos Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods. Ele contém o poder da eternidade. Diz-se que ela nasceu no centro do universo primordial e sua energia também está conectada com a do universo primordial, de modo que, enquanto o universo primordial não morrer, ele nunca será destruído.

Apenas carregando o selo, sua vida nunca diminuirá, nem envelhecerá. Mas não o torna imortal, como você ainda pode ser morto por forças externas.

De acordo com Jasmine, é a única coisa que pode salvar a vida de Huan Caiyi – vulgo, Pequena Imperatriz Demônio.

Pérola do Céu Eterno

A Pérola do Céu Eterno é classificada em quarto lugar dos Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods. Jasmine disse que há muito tempo foi adquirida e tornou-se o tesouro exclusivo de um poderoso Reino Estelar.

Pérola de Veneno do Céu

A Pérola de Veneno do Céu é um dos Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods com a sua classificação em quinto lugar. Suas capacidades são centradas em torno do veneno, medicina, purificação e espaço. Seu proprietário atual é Yun Che e tem, devido ao Espelho de Samsara , fundida completamente com a sua mão esquerda.

Um fato que poucos devem lembrar é que, a Pérola de Veneno do Céu foi dada a Yun Che por seu primeiro mestre, após sua inevitável morte.

Entre suas capacidades temos:

  • Desintoxicação completa de qualquer veneno – dependendo de quão potente o veneno é, o tempo de desintoxicação pode se elevar;
  • Ajuda com a abertura das Profundas Entradas;
  • Espaço de armazenamento interno infinito;
  • Localizar plantas medicinais raras – ervas que estão nas proximidades;
  • Refinamento perfeito de medicinas.

Entre suas capacidades, havia também o veneno, porém seu veneno foi usado além da exaustão por Yun Che no Continente Nuvem Azure, resultando em não ser capaz de se recuperar.

Mas, tecnicamente valeu seu uso, pois com isso o Yun Che matou mais de 7 milhões de pessoas com seu veneno.

Agulha Mundana

A Agulha Mundana é classificada em sexto lugar entre os Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods.

Pode ‘perfurar’ o próprio espaço para chegar instantaneamente em qualquer canto do universo primordial, e além disso, tem a capacidade de interferir com as leis espaciais.

Espelho de Samsara

O Espelho de Samsara é um dos Sete Profundos Tesouros Celestiais de Against the Gods, e sua classificação é a sétima porque seus poderes não são considerados ortodoxos.

Está atualmente na possessão de Yun Che , obteve-o de seus pais biológicos quando eles tentaram escapar das garras dos Solos Sagrados. Como ele obteve isso durante sua vida no continente Azure Cloud é desconhecido, mas pelas entrelinhas deixadas pelo autor e o que cito em “As 3 vidas do Yun Che de Against the Gods“, acredito que o Espelho de Samara o segue durante o ciclo de reencarnação, ou seja, sempre que ele morreu e reencarnou com o Espelho de Samsara o mesmo fez esta transmigração com ele.

Pelo que Jasmine disse, todo mundo que possuiu o Espelho de Samsara no passado nunca descobriu como ativá-lo, enquanto Yun Che o usou inconscientemente em duas ocasiões diferentes.

Entre suas capacidades temos:

  • Interferir com o karma;
  • Passagem através do ciclo de reencarnação;
  • Transmigração;
  • Inversão no fluxo do tempo;
  • Manter memórias depois da reencarnação;
  • Mesclar itens no corpo após a reencarnação;

Entre as capacidades que o Espelho de Samsara pode ter, mas porque não há informações suficientes, pode não ter também é, a senciência.

Todos sabemos que ele precisa de vinte anos para recarregar e poder ser ativado novamente, isso foi dito.

Mas, porque eu acredito que ele é senciente? Porque ele tem sido usado automaticamente para reencarnar Yun Che em um par de ocasiões sem seu conhecimento prévio.

Profissional de Marketing, Editor da novel Against the Gods na Novel Mania e apaixonado pelo gênero Xianxia e por boa parte das novels chinesas.